APA Joanes – Ipitanga

Decreto de criação:
Decreto Estadual nº 7.596 de 5 de junho de 1999

Zoneamento:
Resolução CEPRAM nº 2.974 de 24 de maio de 2002

Plano de Manejo:
Diagnóstico

Importância da APA Joanes – Ipitanga
Proteger os mananciais dos Rios Joanes e Ipitanga, importante sistema de abastecimento de água para a Região Metropolitana de Salvador, através do compartilhamento dos seus usos e a ocupação do território com base nas suas características ambientais.

Localização e área
A APA está localizada na Região Metropolitana de Salvador, abrangendo os municípios de Camacari, Simões Filho, Lauro de Freitas, São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Salvador e Dias D’Ávila.
A APA Joanes-Ipitanga tem uma área total de 64.463 ha.

Atributos Naturais
A região onde está inserida a APA Joanes-Ipitanga apresenta clima quente-úmido e abundância de recursos hídricos. As suas belas praias associadas às dunas com vegetação de restinga abrigam espécies da fauna e da flora de grande importância ambiental para o equilíbrio ecológico.
Os manguezais, ricos em biodiversidade, são encontrados no estuário do Rio Joanes. Na APA são encontrados remanescentes de Mata Atlântica e avifauna bastante representativa.
Essa APA foi criada com o objetivo principal de zelar pela qualidade do manancial de abastecimento e pelas nascentes encontradas na área, já que a água é um bem indispensável à vida.

Aspectos Relevantes
Praias e lagoas de Busca Vida
Praia de Buraquinho
Praia de Jauá
Dunas de Abrantes e Jauá
Represas de Joanes e Ipitanga
Recantos Ecológicos

Principais Conflitos Ambientais
Lançamento de esgotos domésticos e industriais nos rios e lagoas
Ocupação de Áreas de Preservação Permanente: dunas, lagoas, matas ciliares, manguezais, zona de preamar (60m da maré alta) e margens das represas Joanes e Ipitanga.
Extração ilegal de areia, arenoso e barro
Deposito irregular de lixo
Desmatamento
Queimadas
Poluição atmosférica