Histórico

O Parque Metropolitano do Abaeté é um dos maiores centros de lazer ecológico do Nordeste, montado sobre 225 hectares de área urbanizada. Ele foi criado para proteger um dos mais belos e grandiosos exemplos da criação da natureza, que vinha sofrendo um intenso processo de ocupação predatória e depredação a sua área geológica.

A urbanização e a recuperação paisagística do Parque levaram ao local arborização, gramado, caminhos para a circulação de pedestres e diversos equipamentos de lazer, como bares, restaurantes, espaço para shows e outras apresentações artístico-culturais.

Inaugurado no dia 3 de setembro de 1993, o Parque está situado dentro de uma Área de Proteção Ambiental-APA, composto por dunas, lagoas (no total de 18) e vegetação nativa, com exatos 12.870m2.

Os montes de areia em forma de dunas dão um toque de rara beleza e harmonia ao local considerado um recanto para um lazer constante. Eles são resultantes de acúmulo de área vinda das praias e recebem cobertura vegetal em vários trechos, como forma de garantir sua sustentação.

A Lagoa do Abaeté, cujas áreas escuras cortam o Parque, é um dos principais cartões postais da cidade de Salvador. Suas águas, com diferentes níveis de temperatura, são o resultado de antigos rios que corriam na região somado ao acúmulo de águas da chuva, e estão rodeadas por um vasto areal branco, que criam um contraste encantador.