CETAS de Pituaçu realiza soltura de 28 animais silvestres

 O Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) de Pituaçu fechou o ano de 2020 fazendo uma grande soltura. Isso porque cerca de 28 animais resgatados em Salvador e Região metropolitana foram reintroduzidos na natureza na última quarta-feira (30/12). Todos eles chegaram ao CETAS por meio das Polícias ambientais. Assista abaixo os registros do momento da soltura.

Na ocasião, foram soltas espécies com maior frequência no CETAS, como: 17 (dezessete) Sariguês-de-orelha-preta (Didelpihis aurita), popularmente conhecido como Gambá; 03 (três) Jibóias (Boa constrictor) não peçonhentas; e uma dupla (02) com macho e fêmea de Ouriços-cacheiro-preto (Chaethomys subspinosus).

Além desses, também foram reintroduzidos na natureza 01 (uma) Iguana verde (Iguana Iguana), o famoso Camaleão; 01 (um) Gavião-carcará (Caracara plancus), 01 (um) Jacaré-anão (Paleosuchus palpebrosus)  macho, medindo 1 metro; 01 (uma) Coruja-suindara (Tyto furcata), mais conhecida como coruja-da-igreja ou coruja-branca; e 02 (dois) Gaviões-carijó (Rupornis magnirostris, também chamado de Gavião-pega-pinto​.

Todos os animais listados foram entregues ao CETAS por meio da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (COPPA) ou pelo Grupo Especial de Proteção Ambiental (GEPA). Ambos lotados no município de Salvador/BA.

CETAS – O principal objetivo do CETAS é receber animais silvestres que cheguem por meio de entrega voluntária, apreensão oriunda de fiscalização, vítimas de maus tratos ou de qualquer outra ação que necessite de atenção especializada até o momento de soltura à sua área de origem.

Para entrega voluntária de animais silvestres ou obter mais informações, basta entrar em contato por meio do número: (71) 3231-5960.

Assista abaixo os registros do momento da soltura: