II Fórum Internacional de Meio Ambiente e Economia Azul debate sobre o tema: Observação das costas e oceanos

Na manhã desta quarta-feira (23), durante o II Fórum Internacional de Meio Ambiente e Economia Azul, que é uma iniciativa do Governo do Estado da Bahia, por meio da Secretaria do Meio Ambiente da Bahia (Sema), e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA), e o Atlantic Internacional Research Centre (AIR Centre) foi abordado o tema: Observação das costas e oceanos.

Na ocasião, conduzida por pelo Segen Estefen, engenheiro Civil pela Universidade Federal de Juiz de Fora, instituições de pesquisa oceanográfica e institutos governamentais de Meio Ambiente do Brasil e Portugal debateram um sistema permanente e global de observações, modelagem e análise de variáveis dos oceanos e zonas costeiras.

Entre os palestrantes participou o diretor de Recursos Hídricos e Monitoramento Ambiental do Inema, Eduardo Topázio que comentou sobre as atividades desenvolvidas pelo Inema com relação ao tema do Fórum.

“Para mim foi um honra participar desse processo e o nosso grande desafio é de como fazermos essa interação (atuação do Estado nas áreas costeiras), mesmo com os limites em termos de jurisdição, já que não podemos atuar nesses limites e nós do estado ficamos de mãos atadas”, salientou o diretor durante o evento.

Lista dos palestrantes da sala – Observação das costas e oceanos:

Segen Estefen – Engenheiro Civil pela Universidade Federal de Juiz de Fora;

João Tasso – Diretor do Laboratório de Sistemas e Tecnologias Subaquáticas da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto;

Carlos Garcia – Professor Titular (aposentado) de Oceanografia Física do Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG);

Ricardo Meirelles – TítuloMembro Permanente do Programa de Pós-Graduação em Geologia (PPGGeologia-UFBA);

Gulherme Lessa – Professor Associado IV da Universidade Federal da Bahia;

Letícia Cotrim – Lead Author do WGI da Sexta Comunicação do IPCC (AR6), co-líder do Grupo Brasileiro de Pesquisa em Acidificação dos Oceanos;

Eduardo Topázio – Diretor da área de Recursos Hídricos, Clima e Monitoramento Ambiental do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos;

António Pascoal – Coordenador da Área Temática “Tecnologias para a Exploração e Exploração do Oceano” do Laboratório de Robótica e Sistemas em Engenharia e Ciência (LARSyS).