Ferramentas tecnológicas de gestão ambiental são apresentadas durante Seminário

Na tarde desta sexta-feira (20), foi realizado o Seminário Inovação da Gestão Ambiental e de Recursos Hídricos, promovido pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), no Bahia Fiesta Hotel. Na oportunidade foram apresentadas as Ferramentas Tecnológicas de Gestão Ambiental utilizada pelo governo baiano, buscando a excelência na administração dos recursos hídricos e ambientais.

Além da diretora geral do Inema, Márcia Telles, que coordenou a mesa, participaram da apresentação os assessores técnicos (ASTEC) Aldo Carvalho e Maria Daniela além do o superintendente de Estudos e Pesquisas Ambientais da Sema, Luiz Ferraro.

Durante a abertura da mesa, a diretora do Inema falou sobre a importância do empenho do Instituto na implementação dessas tecnológicas para a gestão ambiental. “Queria aproveitar esse momento para agradecer a participação e celeridade de todos dentro do órgão. Sabemos das dificuldades e limitações, principalmente burocráticas, mas através do Programa de Desenvolvimento Ambiental (PDA) foi possível alcançar resultados surpreendentes”.

Ferraro também salientou que todos os conjuntos das atividades tiveram o empenho de todos dentro da pasta e que o produto foi satisfatório dentro do possível. “Com muito compromisso nós fizemos o melhor dentro da nossa capacidade e isso é uma satisfação enorme. Temos um conjunto de ferramentas no âmbito do financiamento [PDA] e outros também obtidos pela secretaria e deveria ter aqui conjunto de pessoas apresentado e não apenas eu, mas coube a mim como coordenador expressar um pouco dessas ferramentas”.

Ainda na oportunidade o superintendente aproveitou para listar alguns dos principais desafios como: tempo de análise, burocracia, qualidade dos dados, isonomia na análise dos processos, melhorias nos projetos, conflito de interesses, entre outros.

Entre as estratégias e ferramentas para vencer esses desafios, o superintendente mencionou o Painel Estadual de Indicadores Ambientais (PEIA), que permite o acompanhamento de importantes indicadores de qualidade e gestão ambiental e o Módulo de Avaliação Preliminar (MAP), uma ferramenta vinculada ao Geobahia, que proporciona mais segurança na emissão e na antecipação de complexidade das licenças ambientais.

Também no seminário, o assessor especial do Inema, Aldo Carvalho, realizou uma demonstração das funcionalidades do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (CEFIR), bem como o cenário atual de cadastros em todo o estado. “Destacamos as especificidades do sistema de cadastro estadual, que o tornam mais ágil e compatível com as determinações legais, ao mesmo tempo em que incorpora uma maior quantidade de informações detalhadas”, enfatizou o assessor.

Já Maria Daniela destacou que com o Mapeamento de Cobertura Vegetal “temos um panorama recente da situação da cobertura vegetal de todos os biomas e suas fitofisionomia”.