Final de semana com previsão de chuvas fracas na maior parte do Estado

Para este final de semana é esperada uma redução das chuvas na maior parte da Bahia, quando comparado aos últimos dias. Mesmo assim, eventos de chuvas fracas ainda poderão ocorrer em algumas áreas do Estado.
No Oeste e São Francisco, devido à atuação da umidade vinda da Amazônia, a previsão é de céu parcialmente nublado com chuvas fracas e isoladas. As temperaturas nessas regiões deverão oscilar entre mínimas de 20°C e máximas de até 34°C.
Já no Sudoeste, Sul e Recôncavo, a umidade vinda do Oceano Atlântico deverá favorecer na formação de nebulosidade, bem como na ocorrência de chuvas fracas. As temperaturas poderão variar entre mínimas de 15°C (no Sudoeste) e máximas de até 30°C (na faixa litorânea).
Na Chapada Diamantina, Norte e Nordeste, a massa de ar quente e seco (mesmo enfraquecida), continuará atuando, deixando o céu parcialmente nublado com pouca possibilidade de chuva. As temperaturas nessas áreas se manterão elevadas, com máximas podendo atingir os 33°C.
Para Salvador e região metropolitana, a previsão é de céu parcialmente nublado com possibilidade de chuvas fracas e de curta duração. As temperaturas oscilarão entre mínimas de 21°C e máximas de 29°C.

Maré
Entre os dias 17/11 (sexta-feira) e 19/11 (domingo), a maré deverá atingir sua altura máxima no período entre às 02h00min e às 04h00min e entre às 14h00min e às 16h00min, com valores variando de 2,0 a 2,8 metros. Já as alturas mínimas deverão ser registradas no período entre às 08h00min e às 10h00min e entre às 20h00min e às 22h00min, com valores variando de 0,3 a 0,4 metros. As ondas previstas deverão ter agitação fraca, com altura máxima podendo chegar aos 1,5 metros.

Índice de Radiação Ultravioleta (IUVs)
Uma das características da primavera é a elevação dos Índices de Radiação Ultravioleta (IUV). Tal condição pode ser observada entre os dias 17/11 (sexta-feira) e 19/11 (domingo), quando os IUVs deverão variar de 12 a 13. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) tais Índices estão classificados na categoria “Extrema”, o que requer cuidados quanto à exposição prolongada à radiação solar. Com isso, recomenda-se usar protetor/filtro solar, chapéus, bonés, óculos escuros e roupas leves, sobretudo nos horários das 10 às 16 horas. Esses cuidados são eficazes, pois podem minimizar danos à saúde já que nesse intervalo de tempo os efeitos nocivos dos raios solares são maiores.