Inema recebe profissionais do programa Primeiro Emprego

Foram apresentados nesta quinta-feira (18/05), na sede do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, 22 integrantes do programa Primeiro Emprego, iniciativa do Governo do Estado que visa promover a inserção de jovens baianos ao trabalho formal.

Na ocasião, os novos funcionários do Instituto compareceram ao auditório da Secretária de Educação, quando foram apresentados a coordenadora de Ações Estratégicas (COAES). “É um programa muito importante, uma iniciativa do governo em premiar e trazer essas pessoas por meio do ranking das escolas públicas para essa oportunidade de um primeiro emprego. É uma iniciativa fantástica. O órgão tem muitas áreas de atuação e precisa realmente dessa troca”, afirmou Carvalho.

Já na sede do Inema a diretora-geral desejou boas-vindas aos integrantes do programa e enfatizou a importância da experiência do primeiro emprego. “Quero que vocês sintam-se abraçados por todos do Instituto. Creio que essa será uma oportunidade ímpar e vai ser uma experiência que certamente levarão para o resto da vida. Com certeza realizaremos uma boa troca, troca de experiências e muito aprendizado”, disse Telles.

Seguindo os requisitos do programa, os egressos atuarão em um regime de 8h diárias (40 horas semanais), em um prazo de 24 meses a partir da assinatura da Carteira de Trabalho, e em funções atinentes à categoria profissional de sua formação técnica.

Para Juliana Carvalho, 19 anos, designada para atuar como auxiliar de logística da COAES na área de planejamento estratégico, o programa é uma boa oportunidade para começar no mercado de trabalho.  “Fico muito feliz por essa oportunidade que vai ajudar abrir as portas do mercado de trabalho. A minha expectativa é a de aprender cada vez mais e pôr em prática tudo que eu aprendi nesses quatro anos na teoria”, finalizou.

Os escolhidos para participar do projeto, são estudantes da educação profissional estadual que já fizeram 40% do curso ou que o concluíram há no máximo um ano e adolescentes qualificados por programas governamentais executados pelo Estado da Bahia. Como critério para seleção, os estudantes foram selecionados por curso e município com base num ranking, de acordo com o desempenho escolar, durante todo o curso.