Bahia Sem Fogo combate incêndios em Ituaçu e Saúde

Duas regiões do estado concentram os esforços do programa Bahia Sem Fogo (BSF) nos últimos dias. Na Chapada Diamantina, no último dia 12, a equipe do programa registrou incêndio florestal em serra do município de Ituaçu, que está sendo combatido e entrou na situação de controle no dia 14/03. Já no Centro-Norte da Bahia, o incêndio florestal no município de Saúde continua preocupando, sendo alvo de combates coordenados pelo Corpo de Bombeiros Militares do Estado da Bahia (CBMBA), com a participação de brigadas voluntárias.

“Estamos passando por um longo período de estiagem, e toda ação humana que possa desencadear incêndios florestais deve ser evitada. Os prejuízos causados vão muito além dos gastos nas ações de combate, monitoramento e fiscalização. Há impactos nas economias locais e também no meio ambiente, causando perdas que no médio e longo prazo colaboram para a intensificar a seca. Pedimos a ajuda de toda a sociedade, em especial das comunidades rurais “, solicita o secretário do Meio Ambiente, Geraldo Reis.

Para a diretora geral do Inema, Márcia Telles, durante esse período de estiagem em especial, as pessoas não devem usar o fogo como forma de limpar suas áreas. “Práticas como essas podem levar a grandes incidências de incêndios florestais. Os agricultores devem saber que manejo da terra só pode ser feito com a autorização do órgão ambiental, e durante o período da seca não é autorizado o uso dessa prática”, afirmou a diretora.

Chapada – Na Chapada Diamantina, os trabalhos de combate a incêndios que atingem a região próxima ao povoado de São José, no município de Ituaçu, foram iniciados ontem (13), após avaliação aérea pelo CBMBA. A ação conta com a participação de quatro Bombeiros Militares coordenando as atividades de 13 brigadistas voluntários, da Brigada Guerreiros, de Barra da Estiva, e voluntários de Ibicoara, convocados pela Prefeitura Municipal de Ituaçu.

Segundo Major BM Jean Vianey, os trabalhos, ontem, se concentraram na proteção da nascente do Rio Mato Grosso, com utilização dos efetivos em ações terrestres e complementação do combate aéreo com helicóptero do programa BSF guarnecido com bambi-bucket (bolsa que carrega água). A atividade continua nesta terça-feira (14), com maior intensidade nas áreas que necessitam de maior atenção.

Na APA Marimbus /Iraquara, a mesma equipe, chefiada pelo Major BM Jean Vianey, durante monitoramento realizado na tarde do domingo (12), identificou um pequeno foco de incêndio na região do Marimbus, localidade do Remanso, o qual foi prontamente combatido, utilizando aerovane com a bolsa bambi-bucket. Operam, na Chapada, um helicóptero e três aviões airtractors do programa Bahia Sem Fogo.

Centro Norte – No município de Saúde, continuam os combates com 20 bombeiros militares e 12 brigadistas voluntários vindos de Senhor do Bonfim e de Jaguarari. O combate se concentra na Serra do Riacho, “com grande dificuldade devido ao longo tempo de deslocamento a pé dos combatentes e relevo íngreme”, conforme relata o coordenador da Unidade Regional Piemonte da Diamantina, do Inema, Diogo Amaral Rios.

Ontem (13), a linha de fogo estava em torno de 5,9 km, “sem contar todos os focos, a exemplo dos próximos à barragem, um que teve reignição e outro que continua a queimar”, informou Rios. Segundo o coordenador do Inema, foram identificadas, durante sobrevoos do helicóptero e dos aviões do BSF, a presença de muitos moradores locais realizando combate próximo às suas propriedades.

O Governo do Estado, através da SEMA, já investiu cerca de R$ 4,5 milhões no combate aos incêndios no estado este ano. O Corpo de Bombeiros Militares da Bahia (CBMBA), a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) integram o comitê do Bahia Sem Fogo. Com atuação do secretário do Meio Ambiente, Geraldo Reis, da diretora geral do Inema, Márcia Telles, e do Coronel Francisco Telles, do Corpo de Bombeiros, as ações são monitoradas e coordenadas, garantindo o suporte necessário à agilidade logística, fiscalização e combate dos incêndios.